Blog Express


As novidades que você precisa saber em primeira mão!

As doenças que a vacina DTP previne!

Publicado em 28/04/2017 - 11:37 - Vacina Express

Coqueluche

A coqueluche é uma doença infecciosa aguda e transmissível, que compromete o aparelho respiratório. É causada pela bactéria Bordetella pertussis.

A doença evolui em três fases sucessivas.

·         A fase catarral inicia-se com manifestações respiratórias e sintomas leves, que podem ser confundidos com uma gripe: febre, coriza, mal-estar e tosse seca. Em seguida, há acessos de tosse seca contínua.

·         Na fase aguda, os acessos de tosse são finalizados por inspiração forçada e prolongada, vômitos que provocam dificuldade de beber, comer e respirar.

·         Na convalescença, os acessos de tosse desaparecem e dão lugar à tosse comum.

Bebês menores de seis meses são os mais propensos a apresentar formas graves da doença, que podem causar desidratação, pneumonia, convulsões, lesão cerebral e levar à morte.

Transmissão

Acontece principalmente pelo contato direto da pessoa doente com uma pessoa suscetível, não vacinada, através de gotículas de saliva expelidas por tosse, espirro ou ao falar. Também pode ser transmitida pelo contato com objetos contaminados com secreções do doente. A coqueluche é especialmente transmissível na fase catarral e em locais com aglomeração de pessoas.

 

Difteria

Difteria é transmitida pela bactéria Corynebacterium diphtheriae. Seu principal reservatório é o próprio doente ou o portador (pessoa que carrega a bactéria no corpo, mas não apresenta sintomas). A via respiratória superior e a pele são locais habitualmente colonizados pela bactéria.

Transmissão

A transmissão se dá pelo contato direto de pessoa doente ou portadores através de gotículas de secreção respiratória, que podem ser eliminadas por tosse, espirro ou ao falar. Em casos raros, pode ocorrer a contaminação por objetos pessoais capazes de absorver e transportar micro-organismos.

Em geral, leva cerca de 1-6 dias para a pessoa infectada começar a apresentar sintomas. No entanto, esse período pode ser mais longo. Uma pessoa infectada e doente pode transmitir a doença até duas semanas após o início dos sintomas, uma vez que após o tratamento as bactérias são eliminadas. No entanto, uma pessoa portadora pode eliminar o bacilo por 6 meses ou mais.

 

Tétano

O tétano é uma infecção aguda e grave, causada pela toxina do bacilo tetânico (Clostridium tetani), que entra no organismo através de ferimentos ou lesões de pele e não é transmitido de um indivíduo para o outro. O tétano decorrente de acidentes se manifesta por aumento da tensão muscular geral. Quando os músculos do pescoço são atingidos, há dificuldade de deglutição. No caso de contratura muscular generalizada e rigidez muscular progressiva, são atingidos os músculos reto-abdominais e os do diafragma, o que leva à insuficiência respiratória. O doente pode sofrer de crises de contraturas, geralmente desencadeadas por estímulos luminosos, sonoros ou manipulação da pessoa, podendo levar à morte. Já o tétano neonatal é decorrente da contaminação do cordão umbilical em recém-nascido (criança com até 28 dias de vida). Neste caso, o sistema nervoso é afetado e o tétano provoca fortes dores, fazendo com que a criança tenha contrações, chore bastante e sinta dificuldade para mamar.

Transmissão

Ocorre pela introdução dos esporos da bactéria em ferimentos externos, geralmente perfurantes, contaminados com terra, poeira, fezes de animais ou humanas. Isso porque o bacilo se encontra no intestino dos animais, especialmente do cavalo e do homem (sem causar doença) e os esporos podem estar presentes tanto em solos contaminados por fezes ou com esterco, como na pele ou na poeira das ruas, por exemplo. Queimaduras e tecidos necrosados também são uma porta de entrada, o que favorece o desenvolvimento da bactéria. Não apenas pregos e cercas enferrujados podem provocar a doença: a bactéria do tétano pode ser encontrada nos mais diversos ambientes. Já a transmissão do tétano neonatal, também chamado de “mal de sete dias”, ocorre pela contaminação do coto umbilical por esporos do bacilo tetânico, que podem estar presentes em instrumentos sujos utilizados para cortar o cordão umbilical ou em substâncias pouco higiênicas usadas para cobrir o coto.

A prevenção é a vacina DTP

·         Previne contra difteriatétano e coqueluche.

·         Vacinas combinadas: hexavalente, pentavalente, dTpa + VIP

  • Em pessoas com doenças que aumentam o risco de sangramento, a aplicação intramuscular pode ser substituída pela subcutânea.
  • Contraindicações: anafilaxia causada por qualquer componente da vacina, e crianças que apresentaram encefalopatia nos sete dias que se seguiram à aplicação de dose anterior de vacina contendo componente pertussis.

A picadinha é certa,
você só precisa escolher qual!

Como funciona o Vacina Express?

Passo 1

Passo 1

Encontre a vacina que você deseja comprar, Achou? Então pronto!

Passo 2

Passo 2

Escolha uma data para efetuar a vacinação...

Passo 3

Passo 3

Aguarde só um poquinho enquanto confirmamos o pagamento...

Passo 4

Passo 4

Prontinho! Agora é só ir na clínica e tomar uma injeção de saúde!